QUERO VISITAR QUERO EXPOR
REGISTER NOW EXHIBIT

Funcionamento da Inversora de Solda

Funcionamento da Inversora de Solda

Inversora de Solda Weld Vision

Inversora de Solda Weld Vision

Inversora de Solda Weld Vision

Inversora de Solda Weld Vision

Em termos simples, uma inversora de solda é um sistema eletrônico de regulação de tensão. No caso de uma máquina de solda com inversor, ela converte a fonte de alimentação CA em uma tensão de saída utilizável mais baixa – por exemplo, de fonte de 240 Vca para saída de 20 Vcc.

Dispositivos baseados em inversores usam uma série de componentes eletrônicos para converter a energia – em contraste com dispositivos convencionais baseados em transformadores que dependem principalmente de um único grande transformador para regular a tensão.

Um inversor funciona aumentando a frequência da fonte de alimentação primária de 50 Hz até 20.000 – 100.000 Hz. Isso é feito por meio de interruptores eletrônicos que ligam e desligam a energia extremamente rápido (até 1 milionésimo de segundo). Ao controlar a fonte de alimentação desta forma, antes de entrar no transformador, o tamanho do transformador pode ser reduzido de forma muito significativa.

Quais são as vantagens de usar Inversora de Solda?

Os produtos baseados em inversores oferecem muitas vantagens sobre os dispositivos convencionais baseados em transformadores:

Peso e tamanho: Esta é a vantagem mais significativa e impressionante que uma inversora de solda tem sobre as máquinas convencionais. Por exemplo, uma inversora de solda pesando menos de 5 kg, menor do que uma mala e capaz de ser confortavelmente pendurado no ombro, pode ter uma capacidade de saída comparável a uma máquina com transformador de 50 kg.

Eficiência: máquinas inversoras de qualidade, terão uma classificação de eficiência de cerca de 80-90%, enquanto os soldadores convencionais têm uma eficiência significativamente inferior de cerca de 50%. Isso se deve ao fato de que os transformadores maiores em máquinas convencionais possuem maior resistência e, portanto, perdem uma quantidade significativa de potência (ou energia) com a dissipação do calor.

Uso da energia do gerador: ser muito eficiente significa que usar a energia do gerador é muito mais viável com soldadores inversores, que podem ser operados em grupos geradores portáteis menores – algo que muitas vezes não é possível com máquinas transformadoras tradicionais. Deve-se observar que há riscos envolvidos no uso de energia de geradores.

Ciclo de trabalho: Geralmente, ciclos de trabalho muito mais elevados são alcançados com máquinas baseadas em inversor, novamente devido à diferença no tamanho do transformador. Embora os componentes menores em uma máquina inversora aqueçam rapidamente, eles podem ser resfriados com muito mais facilidade e rapidez. Em soldadores de “transformador” convencionais, no entanto, os componentes são muito maiores e, portanto, tendem a armazenar calor e demorar mais para esfriar.

Saída DC: Muitos soldadores convencionais de “transformador” têm apenas saída AC, o que significa que eles são limitados nos tipos de eletrodos com os quais podem soldar. No entanto, com máquinas baseadas em inversores, a corrente é muito mais facilmente retificada em CC, o que significa que eles são capazes de soldar uma ampla gama de eletrodos de soldagem diferentes. Isso significa que alguns inversores também são adequados para soldagem TIG CC, o que não é possível com máquinas CA convencionais.

Desempenho: O desempenho dos soldadores baseados em inversor de qualidade é substancialmente superior ao dos soldadores convencionais. Isso é especialmente perceptível com a soldagem MMA (eletrodo), onde os operadores descobrem que a soldagem é muito mais fácil e não precisam “lutar” contra o arco. Isso se deve principalmente à capacidade das máquinas inversoras de ter tensões de circuito aberto mais altas e incorporar recursos como Hot Start, Anti-Stick e Arc-Force. Um excelente exemplo disso é a soldagem de materiais finos: usando um soldador eletrodo convencional, isso é notoriamente difícil, senão impossível, mas com máquinas inversoras, que têm ajuste de amperagem infinito e um arco muito estável, a saída pode ser reduzida muito baixo para que possa soldar, digamos, uma folha de metal de 1,6 mm ou seção de tubo com relativa facilidade e controle.

Funções: A eletrônica das máquinas inversoras se presta muito mais facilmente à capacidade de incorporar funções adicionais (como o modo TIG) e tornar as funções existentes mais controláveis.

Saiba Mais: 

Compartilhar/Share: